Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


...a little prayer...

por Lazy Cat, em 21.03.15

 

e o meu blog de volta ao que (quase) sempre foi... para celebrar o dia da poesia  =^.^=

publicado às 14:27

a tempo e no tempo

por Lazy Cat, em 04.02.14

e, para mim, o tempo de escrever assim, de escrever aqui, está por ora, suspenso. não sei se voltarei a escrever nesta casa, a sentar-me neste telhado para contemplar o mundo. se há coisa que aprendi nestes muitos anos, é que nada é definitivo...por falta de tempo e de vontade, confesso, de capacidade, talvez, vou tirar férias desta parte de mim. ficando sempre por aqui.... este blog tem sido feito com coração e lágrimas, com sorrisos, pequenas alegrias, e conta boa parte da minha estória. sou eu. pelo menos parte de mim. talvez uma parte de mim que prefiro guardar aqui para que outras possam ver a luz do dia. 

 

Até sempre alegria

 

=^.^=

publicado às 09:43

...

por Lazy Cat, em 20.01.14

são os dedos, é o sorriso, 

é o olhar travesso

é a doçura 

a ternura

a confiança infinita

que o teu olhar me grita. 

 

obrigada...por seres o leme do barco da minha vida| 

publicado às 11:19

Lazy Cat Songs # 585214

por Lazy Cat, em 26.12.13

 

Céline Dion - Ne partez pas sans moi...

 

publicado às 16:26

...

por Lazy Cat, em 19.12.13

 

Desejo-te :

 

O Natal mais feliz de todos os que já passaste. Que traga tudo o que sempre desejaste.

 

Pequenas prendas inesperadas…

Cartões empilhados na mesinha da entrada.

Embrulhos espalhados pelo chão. A Arvore no canto do salão.

 

Pancadinhas na porta. Gente a entrar.

O calor da lareira e os cheiros de sempre no ar. Família a chegar….

 

A mesa posta. Brilhos. Cristais e Pratas. Azevinho por cima das portas.

Todas as sobremesas de que gostas…..

 

Desejo

Que a noite de Natal seja tudo o que recordas

A quietude no meio do bulício. Os afazeres.

Cozinhar, receber amigos, recordar…

 

Sorrisos. Abraços. Um beijo apenas esboçado.

Presentes escolhidos para ti. Com Amor e cuidado.

 

O chão coberto de papel amarrotado. Fitas, laços, prendas por todo o lado…

 

Desejo-te amor e amizade.

Cartões que espalham pó brilhante, marcadores de livros, um postal, uma lembrança.

 

Um obrigado sussurrado. O beijo duma criança.

 

Aqui me tens a desejar-te mais um Natal cheio de caras sorridentes,

vozinhas de criança no meio do corredor em vez de despertador. Olhos brilhantes. Abraços de bracinhos hesitantes.

 

O aroma das festas passadas e de todas as que hão de vir.

Um Natal para acordar e adormecer a sorrir. Canções, silêncios.

Momentos calmos. Intensos. Saudade, cumplicidade.

Amor e Amizade. Uma casa cheia de alegria.

 

Desejo-te…um tempo fora do tempo, carregado de magia.

 

 

 

 

 

publicado às 14:07

sem cuidado

por Lazy Cat, em 10.12.13

à boca cheia

sem o menor cuidado, 

à dentada, 

sem nada premeditado

sem planos, sem dias, sem horas, 

sem regras e sem demoras. 

 

é a vida. assim. digna de ser vivida. 

publicado às 11:41

é amanhã

por Lazy Cat, em 15.11.13

Amanhã, amanhã faço aquilo que o hoje não deixou. Arranco-te de mim, rasgo-te em pedaços, piso-te, estrago-te e atiro-te para o lixo, amarrado com fios e arames e colado, peliculado, tudo o que for preciso para te conseguir esquecer.

 

Amanhã. Amanhã apago o teu nome dos meus diários, ou rasgo as páginas, ou posso até queimá-los! Rasgo e queimo as páginas uma a uma e fico ali, a vê-las arder e, vendo morrer a chama vermelha, potente e destemida até apenas sobrar uma casca negra e encarquilhada que o vento vem estragar, talvez perceba o quanto fomos nada e que nada mais há a fazer ou a esperar.

 

Amanhã. É amanhã que te esqueço, que te apago, que te tiro de mim.  Amanhã bem cedo, ainda antes do sol nascer, para começar o dia a sorrir sem o teu peso no meu coração. Amanhã. Amanhã que hoje ainda tenho medo. Não de te esquecer. Mas de não ser capaz. 

 

publicado às 10:10

nada foi em vão

por Lazy Cat, em 14.11.13

nada foi em vão 

porque contigo aprendi

tristeza e perdão

 

nada foi em vão 

porque contigo vivi

ódio, fúria e paixão

 

nada foi em vão

porque em ti descobri

o tamanho do meu coração

 

não

nada foi em vão

 

 

 

 

 

 

 

 

imagem

Tags:

publicado às 15:51

j'ai inventé l'amour

por Lazy Cat, em 05.11.13

Si je savais d'oú elle vient
cette douce mélancolie
cette torpeur,
ce long manque d'envie

J'ai cru voir entre les étoiles,
j'ai cru les savoir lire
j'ai inventé t'avoir aimé
et tous les mots pour le dire

En fermant les portes
j'ai cloué les rêves
aux étoiles englouties
par les sombres ténèbres.

 

 

LazyCatinFrench-2007

publicado às 18:08

anacronias

por Lazy Cat, em 17.10.13

 

quero acordar ontem, saltar de dia em dia, contar as horas para trás, refazer ao ralenti as correrias, sonhar antes de adormercer que depois já são horas de sentir, quero adivinhar no fim as letras com que a história se inicia. e quero cantar no silêncio e rir todas as lágrimas salgadas e comer gelados à colher dentro de copos entornados...quero que a medida do teu dedo, seja perfeita no meu anel e transformar as palavras inquietas em fitas longas de papel. e tecer devagar o vento, dar ao tempo a primazia, ele que passe, que depois eu chego, amanhã realidade ontem fantasia...

 

 

 

 

publicado às 16:16


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog