Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Quer(end)o

por Lazy Cat, em 06.10.07
Photo Sharing and Video Hosting at Photobucket
               

               Não quero este vento que sopra

               Que me aquece, que me acorda

               Não quero sentir saudades

               De quem não quer estar

               Não queria sentir saudades

               De encontrar o teu olhar

               Não quero querer-te querendo

               Não quero perder-te

               Não te tendo

 

               E da alma nasce devagar uma sombra

               surda que ocupa todo o lugar,

               que se espraia pelos olhos e pelo sol

               e destapa janelas, cobertas de sal.  

                 

               Não quero saber que não queres

               Não sei se quero que queiras

               Não te quero tão perto assim

               Mas quero-te à minha beira

               Não sei se este querer é certo

               Ou se há outra maneira,

               Não te tendo disserto,

               Tendo, em vista este fim

               Que é sentir-te perto

               

               E sopra o vento pela casa, varre o

               silêncio, levanta as lágrimas faz do
               coração tábua rasa e segue voraz,
               tempo que passa, sem olhar para trás.  
 
                  Neste espaço imperfeito

               Entre o querer e o certo

               Faço de ti palavras

               Para te ter mais perto

 

publicado às 00:49


10 comentários

De Little Lynce a 06.10.2007 às 02:08

Hum.... Será que devo interpretar e pensar que...? Acho que sim.
Beijinho

De redonda a 06.10.2007 às 23:33

Gostei.
beijinho e bom fim de semana

De Lazy Cat a 07.10.2007 às 01:20

obrigada...
bom fim-de-semana para ti também.

De Lazy Cat a 07.10.2007 às 11:31

Little Lynce

Essa é a liberdade de quem está do outro lado...imaginar e tirar conclusões. ;)
No teu caso, muito certas.

Beijo de gata

De poeta_vagabundo a 06.10.2007 às 10:42

sempre lindo ...
beijo vagabundo

De Lazy Cat a 07.10.2007 às 11:22

Sempre bem-vindo....

Beijo....de gata!

De KI a 06.10.2007 às 16:59

São de nada Tempestades, ante a falta que me fazes.

David Mourão Ferreira



n querer querendo o olhar q se prende fugindo

q a mensagem seja recebida e... entendida :)

Beijis Xua Ronronsnxia dos ronrons intensos

( q texto e separando as cores.... aprecio o azul claro...)

De Lazy Cat a 07.10.2007 às 11:27

Há mensagens que apenas se querem escritas, nunca transmitidas e nunca ditas, que assim saem de nós e parecem pesar menos e gritá-las sobre os telhados, deixa-nos menos sós.

O azul claro, como não podia deixar de ser, onde não se brinca com palavras e há realmente algo a dizer.

Xô Dª Xaltitona, beijos soprados, na esperança que lhe cheguem , porque nesse trampolim a saltar nunca se sabe onde vai parar....

De rastinov a 06.10.2007 às 21:43

E quem te diz que o estar mais perto não significa estar mais distante, gata?

De Lazy Cat a 07.10.2007 às 11:30

Verdade, Rastinov, verdade.
Quantas vez quem está ausente se sente mais perto e a presença constante se conjuga como "não estar presente"

Beijo...de gata ausente

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog