Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por Lazy Cat, em 29.08.07
Sabia que não era aquele o caminho. Não estava onde queria nem a caminhar para lá. Não era a sombra daquelas árvores que queria nem o canto daqueles pássaros. Não era aquele sol nem aquelas praias, que tantos invejavam.
Não queria estar ali!
Portanto, enquanto aos olhos dos outros seguia diáriamenta a rotina imposta, sem pisar fora do trilho, ia construindo caminhos. Possibilidades, hipóteses, sonhos, ideiais, tudo servia para marcar no mapa o caminho desejado. E os dias iam, lentamente, passando. Passaram algumas estações, as árvores cresceram e foram-se fortificando. E ela ali. Onde não queria estar, na rotina pré-estabelecida, a ver a vida passar.
E, num daqueles rasgos de lucidez, que aparecem como um raio de sol extraviado entre as nuvens da tormenta, lembrou-se que a resposta era até 23. E então, com os gestos calmos e seguros de quem sabe que está a dar um passo enorme em direcção ao vazio, abriu o mail e respondeu sim. Simplesmente, agradecendo com as formalidades do costume, deu um passo rumo ao futuro.

Fechou a porta, entrou no carro, verificou que lá cabia tudo o que realmente era importante e, sem perder mais tempo, rodou a chave e foi-se embora.



Contentores

publicado às 22:24

Silêncio

por Lazy Cat, em 27.08.07




Porque é no silêncio que
melhor te ouço
quando sorris e
beijas o meu pescoço
quando vejo os teus olhos
brilhar
quando sei tão bem o que
queres sem precisarmos
falar
quando o silêncio cheira
a desejo
e se veste de cúmplicidade
quando abandono o sonho
e te faço ... realidade

publicado às 22:54

Ghost

por Lazy Cat, em 26.08.07
Oh...I won't go out tonight
I'm going to stay
It's cold and windy outside
I'm better home anyway

An old song reminds me of you
your touch, your smell
the crazy things
we used to do

I'll stay...
I'll close my eyes
I'll feel you
again

You will whisper in my ears
those words you used to play
your voice in my dreams
till the sun makes you away...


The Promise

publicado às 02:13

...

por Lazy Cat, em 23.08.07

é nesse momento incerto

entre o sonho do sono

e o sonho desperto

que te encontro

e te perco

Nuit

publicado às 22:46

Não, não me esqueci

por Lazy Cat, em 22.08.07
Sei como é
adormecer ao teu lado

Sei como é
passarmos a noite acordados

Sei como é
ter-te ao meu lado

Mas...ter-te ao meu lado
como eu realmente queria
não é ter ao meu lado
uma conha vazia
um balão
que apenas o meu ar preenche

não é seres o contorno
e eu as cores

não é esperares por mim
por mais que demore

não é quereres
o que me apetece

não é seres sombra
que à minha voz obedece

quero aquela peça
que encaixa perfeitamente
em mim
preenchida, colorida
infinitamente brilhante
perfeita na textura
no relevo, no tamanho
na curiosidade e no sonho
meu desejo, meu orgulho
meu encosto, meu refúgio
e meu sono...


publicado às 19:33

Eu, os desafios e a falta de tempo!

por Lazy Cat, em 20.08.07
Bem....aceitei mais um desafio. Mas a verdade é que não tenho muito tempo neste momento, portanto, vou deixar aqui os sete factos casuais da minha vida, e desafio todos os que passarem por cá e e quiserem deixar um rasto de personalidade...mas não vou desafiar 7 bloggers. Sorry...

Aqui ficam os meus 7 factos :

1.- Sou chata, refilona e resmungona (principalmente de manhã)
2.- Detesto ser acordada
3.- Só gosto de chocolate sem misturas
4.- Não gosto de cerveja
5.- Nunca sei onde tenho as chaves
6.- Não gosto nada de ter que lavar o carro!
7.- A minha maneira de atender o telefone "virou moda" lá no escritório...

Acho que o verdadeiro desafio é conviver com alguém assim!(e aqui só estão 7)

Porque será que nestas coisas toda a gente tende a dizer aquilo de que gosta??

publicado às 22:24

Desculpa

por Lazy Cat, em 20.08.07
Desculpa, se a páginas tantas
me perco e te esqueço
se me embrenho em palavras
e letras e cores e outros sons
e danço outras músicas
e me esqueço dos teus tons
Desculpa se te apanho num turbilhão
te enrolo e destroço
aparentemente sem razão
se te arranco o chão
debaixo dos pés
e desarmo e desconcerto
o homem que és
Desculpa, se recuso o teu beijo
mas, se me tocas expludo de desejo
se não procuro o teu abraço
se te fecho a porta do meu espaço
se não sei fingir sorrisos
se me calo, se te ignoro
se sou o pior dos portos de abrigo
se não tenho palavras e me escondo
Desculpa se te transtorno,
me transformo,
e vives em perpétuo abandono
Desculpa, se não vou onde estás
se és café e eu aroma de mil chás
se procuras um ombro e eu um amante
se te vejo pequenino e te sentes um gigante
Desculpa se os meus horários
são tudo excepto ordinários
se do que esperas de mim,
apenas tens os contrários
Desculpa todos os beijos, carinhos,
os silêncios, os desatinos
todas as sombras, as horas longas

Desculpa, em resumo, todos os dias
Em que não fui quem tu querias.
Fui como sou.
E é tudo isso que te dou...

publicado às 00:34

Vem

por Lazy Cat, em 16.08.07
Agora que o vento amainou
e o céu já não chora
que a tempestade passou
e a fúria foi embora

ficaram alguns destroços,
com cheiro a terra molhada
e retratos feitos no vidro
duma vida embaciada

brotaram flores na terra
duma vida adiada
e novas cores no céu,
a pintar a madrugada

Vem que a aurora
ainda a despontar
traz consigo a promessa
de tempo para amar...


You Tube - Le Grand Bleu

publicado às 23:36

Poemas

por Lazy Cat, em 15.08.07
São sentimentos
Saudades
São beijos
Uns dados, outros guardados
Não são gritos
Não são recados

São lágrimas
Amargas
Umas choradas
Outras suspensas
São pedacinhos de mim
Que arranco e reparto

Um sonho
Um desejo
Um querer, algum pecado
Um sorriso
Um abraço
Um arrepio

São palavras
Não são mapas
Nem têm razões

O meu coração
Não tem livro de instruções

publicado às 00:57

OH ! AI MEU DEUS! E AGORA!?! Um ÓSCAR? não...DOIS!!

por Lazy Cat, em 15.08.07

Da Calimera
Do Mestre
Obrigada aos dois.
E....desculpem lá mas estes eu fico com eles só para mim!!

publicado às 00:40

Pág. 1/3



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog