Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Marcas de Ti

por Lazy Cat, em 06.11.07

 

 

Não tenho palavras, não tenho gestos, não tenho o dom de falar dos afectos.

Não sei o que são. Se são o que sinto ou apenas estão num lugar onde minto.

 

Tenho nas mãos o calor do teu toque, o teu cheiro em mim, tenho segredos

presos nos dedos, do sabor dos teus beijos e de te ter assim. Tenho

memórias, ao longo das estórias que vejo passar fora de mim, de pequenos espaços, povoados de abraços sem sequer nos lembrarmos de ti ou de mim.

 

Sei ainda de cor o sabor da tua voz, o cheiro do teu sorriso, de menino

travesso, que sabe que pisa o risco, e anseia por se ver preso. Entre perfumes de mãos que se prendem enlaçam e aprendem, entre ternuras que fluem, ritmadas pelas vozes em bocas fechadas de espanto entre o tanto que se fez do nada.

 

Nos caminhos há marcas de pedras, há marcas de risos, há marcas de

esperas. Há lugares perdidos, entre as folhas de um livro num alpendre à tua espera. Há por vezes luar, quenos envolve em longas faixas, e dançamos sem saber, todas as linhas, todas as deixas. Teatro perfeito.

 

Estás em todos os meus gestos. Em cada escolha. Em cada fuga. Em cada

passo. Em cada simulação de abraço. Em cada lembrança de vento baço. Estás como foste, como sempre serás. Porque fazes parte do que quis. Porque não foste e és. Porque não existes mas estás. E no entanto, ficaste para trás.

 

Ficaste... num sonho apagado, num quadro esquecido, num livro fechado.

 

 

 

 

publicado às 16:14


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog