Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



STRENGHT

por Lazy Cat, em 19.10.08

 

 

 

No sítio onde me vias, e a que já não podes chegar,

ficam réstias de bruma e um leve cheiro a mar.

Das mãos que te estendia, e não soubeste agarrar,

Fica no ar o calor, que o vento não quer apagar.

 

Na alma que visitaste, e soubeste marcar,

Nasce um novo sorriso, livre de despertar

Nasce uma nova consciência da palavra amar.

Um rumo retomado sem tropeços e sem hesitar.

 

Um retomar tranquilo dos dias lentos de antes

Sem a presença constante de mãos angustiantes

Um retomar tranquilo dos dias ricos de antes

Regressar de memórias cálidas mas distantes.

 

Do fundo do tempo que queres para ti

Do fundo do tempo que perdi para mim

Do fundo da alma que anseia por ti

Nasce a força que me devolve a mim.

 

Do amor que te tenho e terei sempre

Nasce a certeza ainda recente

Que não há laços que tudo curem

Nem abraços que sempre durem.

 

E de tudo aquilo que acabo de escrever,

Nasce a força de que preciso,

Para te amar e viver.

 

 

 

 

 

 

 

Photobucket

 

 

 

Tags:

publicado às 16:47


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog