Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



NATAL

por Lazy Cat, em 24.12.08

 

Desejo-te :

 

O Natal mais feliz de todos os que já passaste. Que traga tudo o que sempre desejaste.

 

Pequenas prendas inesperadas…

Cartões empilhados na mesinha da entrada.

Embrulhos espalhados pelo chão. A Arvore no canto do salão.

 

Pancadinhas na porta. Gente a entrar.

O calor da lareira e os cheiros de sempre no ar. Família a chegar….

 

A mesa posta. Brilhos. Cristais e Pratas. Azevinho por cima das portas.

Todas as sobremesas de que gostas…..

 

Desejo

Que a noite de Natal seja tudo o que recordas

A quietude no meio do bulício. Os afazeres.

Cozinhar, receber amigos, recordar…

 

Sorrisos. Abraços. Um beijo apenas esboçado.

Presentes escolhidos para ti. Com Amor e cuidado.

 

O chão coberto de papel amarrotado. Fitas, laços, prendas por todo o lado…

 

Desejo-te amor e amizade.

Cartões que espalham pó brilhante, marcadores de livros, um postal, uma lembrança.

 

Um obrigado sussurrado. O beijo duma criança.

 

Aqui me tens a desejar-te mais um Natal cheio de caras sorridentes,

vozinhas de criança no meio do corredor em vez de despertador. Olhos brilhantes. Abraços de bracinhos hesitantes.

 

O aroma das festas passadas e de todas as que hão de vir.

Um Natal para acordar e adormecer a sorrir. Canções, silêncios.

Momentos calmos. Intensos. Saudade, cumplicidade.

Amor e Amizade. Uma casa cheia de alegria.

 

Desejo-te…um tempo fora do tempo, carregado de magia.

 

 

Letra da música

publicado às 10:04

Mundo sem Tempo

por Lazy Cat, em 19.12.08

Photobucket

   

 

Enquanto cai a noite e espero quem não chega

Encontro nas palavras a mão que me aconchega

E quando raia o dia e sol me vem acordar

Perco-me em sonhos e fujo ao despertar

E de novo passa o dia sem tempo de viver

E volta a saudade vadia para me adormecer

 

 

E assim se faz a vida de tempos sem contar

Entre o que tem muita força e o que está por acabar

Assim se afogam sonhos em ser obrigados a estar

Com horas e sempre em qualquer lugar

Mas no meu mundo o tempo

É relógio por acertar

Não existem compassos nem caminhos para trilhar

Vive-se de dentro, vive-se de sonhar

Em janelas de vidros despertos

Em portas de deixar entrar

Não existe esquecimento, não existe desejar

Apenas um raro momento em que se sabe estar.

 

 

E rondam a chuva e vento, sem se atrever a espreitar

Porque num mundo perfeito apenas Amor tem lugar….

  

 

publicado às 22:00

TU

por Lazy Cat, em 10.12.08

 

 

 

Vento. Frio em rajadas e água em choro lento. O tempo fala de ti em sopros, em uivos, em voz de lamento.  Vento, que me aturde e enrola os pensamentos, frio que me gela o corpo por fora e por dentro e água que suja mais que lava a alma e a enche de tormentos.

E depois chegas tu. Num halo de carinho, amável e sorridente. Pára a chuva nos telhados, amaina o vento nas esquinas, recolhe o frio ao seu lugar, fecham-se todas as cortinas. Aqueces o corpo, despes a alma e fazes das noites, em contraste com os dias, histórias leves e tranquilas.

 

 

 

Photobucket

 

publicado às 19:33


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog