Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



é amanhã

por Lazy Cat, em 15.11.13

Amanhã, amanhã faço aquilo que o hoje não deixou. Arranco-te de mim, rasgo-te em pedaços, piso-te, estrago-te e atiro-te para o lixo, amarrado com fios e arames e colado, peliculado, tudo o que for preciso para te conseguir esquecer.

 

Amanhã. Amanhã apago o teu nome dos meus diários, ou rasgo as páginas, ou posso até queimá-los! Rasgo e queimo as páginas uma a uma e fico ali, a vê-las arder e, vendo morrer a chama vermelha, potente e destemida até apenas sobrar uma casca negra e encarquilhada que o vento vem estragar, talvez perceba o quanto fomos nada e que nada mais há a fazer ou a esperar.

 

Amanhã. É amanhã que te esqueço, que te apago, que te tiro de mim.  Amanhã bem cedo, ainda antes do sol nascer, para começar o dia a sorrir sem o teu peso no meu coração. Amanhã. Amanhã que hoje ainda tenho medo. Não de te esquecer. Mas de não ser capaz. 

 

publicado às 10:10

nada foi em vão

por Lazy Cat, em 14.11.13

nada foi em vão 

porque contigo aprendi

tristeza e perdão

 

nada foi em vão 

porque contigo vivi

ódio, fúria e paixão

 

nada foi em vão

porque em ti descobri

o tamanho do meu coração

 

não

nada foi em vão

 

 

 

 

 

 

 

 

imagem

Tags:

publicado às 15:51

j'ai inventé l'amour

por Lazy Cat, em 05.11.13

Si je savais d'oú elle vient
cette douce mélancolie
cette torpeur,
ce long manque d'envie

J'ai cru voir entre les étoiles,
j'ai cru les savoir lire
j'ai inventé t'avoir aimé
et tous les mots pour le dire

En fermant les portes
j'ai cloué les rêves
aux étoiles englouties
par les sombres ténèbres.

 

 

LazyCatinFrench-2007

publicado às 18:08


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog