Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



é amanhã

por Lazy Cat, em 15.11.13

Amanhã, amanhã faço aquilo que o hoje não deixou. Arranco-te de mim, rasgo-te em pedaços, piso-te, estrago-te e atiro-te para o lixo, amarrado com fios e arames e colado, peliculado, tudo o que for preciso para te conseguir esquecer.

 

Amanhã. Amanhã apago o teu nome dos meus diários, ou rasgo as páginas, ou posso até queimá-los! Rasgo e queimo as páginas uma a uma e fico ali, a vê-las arder e, vendo morrer a chama vermelha, potente e destemida até apenas sobrar uma casca negra e encarquilhada que o vento vem estragar, talvez perceba o quanto fomos nada e que nada mais há a fazer ou a esperar.

 

Amanhã. É amanhã que te esqueço, que te apago, que te tiro de mim.  Amanhã bem cedo, ainda antes do sol nascer, para começar o dia a sorrir sem o teu peso no meu coração. Amanhã. Amanhã que hoje ainda tenho medo. Não de te esquecer. Mas de não ser capaz. 

 

publicado às 10:10


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog