Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Farol

por Lazy Cat, em 26.10.07

 

 

 

Entre turbulências, silêncios, enigmas e poemas, há um rasto que me guia, me acompanha e me vigia. Há um laço apertado de nós de atar e de desfazer, de nós de dar e de doer. Há rastos de brilhos que já foram e de restos de mais nada, entre silêncios e trilhos escondidos na madrugada. Há poemas de luz e palavras soltas e amarras fortes, rebentadas pelas ondas.

 

Há sinais de já ter sido, como um barco encalhado, nas areias brancas de um lugar abandonado. Há pétalas que voam, coloridas, arrancadas por mãos poucos ciosas da vida, enchem o céu de reflexos e mergulham no mar, apenas por um instante, rara beleza

de pasmar. Como o fogo de artificio em noites sem luar. Há turbulências ligeiras, que abanam, que não se sentem chegar. Há grandes abalos que chegam sem avisar destroem o que conhecemos, nos obrigam a duvidar.

 

Há momentos de doçura entre versos, entre paixão ou loucura, há sinais de vida em cada lágrima que rasga mas cura. Nos laços dos laços dos nós que amarramos há pedaços de tudo o que temos e damos. Há pedaços de folhas agarradas aos ramos depois de passar o vento, a tempestade e os enganos. Há sorrisos pequenos, tímidos, hesitantes, daqueles que, de tão raros, nos fazem sentir grandes.

 

Há horas com dias que parecem não terminar, tempo que não escorre ao invés de acabar. Há tantas incertezas e medos e tanto por perceber entre silêncios e poemas e palavras por dizer, entre pequenos segredos mentiras completas, laços de nós e nós de poetas. Há tanto querer no sinal dum sorriso, há tanto dizer “não sei, mas preciso”, há tanto silêncio, embalado a soluço.

 

Entre enigmas, mentiras, rasteiras e dilemas, tenho-te presente como um farol, que não procuro mas vejo, e me guia assim, à distância de um beijo que dança em mim.

 

Porque me disseste um dia: "sozinha aprendes mal"

publicado às 01:05


13 comentários

De Stephen King a 26.10.2007 às 09:39

A liberdade surge.
A custo, muitas vezes atrasada, mas lá surge... :)

Mesmo que por vezes pareça uma abstração inconsequente, ou mero whishfull thinking.

De Lazy Cat a 29.10.2007 às 10:35

Wishful thinking....seems to guide my life.

Obrigada pela visita e pelo sorriso.


De Cati a 26.10.2007 às 13:41

Gostei tanto...
É mesmo essencial ter alguém que nos acompanhe na vida, alguém que nos segure quando cambaleamos na tal corda bamba da vida. Aprendemos muito sozinhos, mas aprendemos muito mais com os outros!!!

É sempre bom ter um farol... porque a vida é uma corda bamba, mas também é um mar imenso, umas vezes calmo, outras revolto, escuro, profundo...

Um grande Cat Kiss! Bom fim de semana!

De Lazy Cat a 29.10.2007 às 10:36

Muito bom sim, ter um farol.

ainda que longe, ainda que no mais fundo do escuro, sempre visível e confiável.

Boa semana.
Beijo de gata

De KI a 26.10.2007 às 18:46

Há faróis q nos iluminamHá faróis que nos iluminam e nos apontam luzes , e nos dizem frases que nos deixam a pensar. Há textos assim em que pensamos que afinal dar carinho não custa, saber ‘cuidar’ também não mas muitas vezes enredamo-nos nas nossas fragilidades e lacunas para fugirmos a demonstrações de afecto que nos fortalecem ao contrário do que possamos pensar. Só quem se conhece bem, tem o desprendimento para amar e amar não tem apenas conotação fisiológica ou de pose, amar é gostar na medida em que podemos inverter prioridades e pormo-nos atrás do interesse de outrem, amar é proteger e abraçar ainda que não tenhamos forças nos braços, descasquem lá esse verbo e deixem de o sentir como uma amarra.
Todos temos momentos de aprender sozinhos, mas porque nos rodeámos de pessoas e vivências, e os eremitas e os budistas aprendem sozinhos e reflectem e ponderam mas só e apenas porque há um mundo exterior. Esse aprender sozinha creio que é necessário, os reencontros connosco podem ser salutares que até conseguimos alcançar outra perspectiva de análise.

Boas energias, excelente texto.

Miau =^.^=

De Lazy Cat a 29.10.2007 às 10:40

Necessário, salutar....fonte de crescimento....


Saber cuidar não custa? Custa. Muito mais fácil é deixar-se cuidar....

Miau Ki. Beijo de =^.^= para a =^.^=

De mnike30 a 26.10.2007 às 22:21

Olá Gata,

Digo-te já que não li o que escreveste!
Acho que nem quero ler!
Não preciso de ler!

Só vou dizer-te que, por magia ou então não, encontrei assim que abri este post, uma calma tremenda.

Essa luz na escuridão bastou para que eu sentisse paz, como quem tem colinho...
A música embalou-me qualquer resto de nervosismo provocado pelo meu mundo exterior que tem andado meio à deriva...

Só por isso te mio um God Bless You... porque me senti bem aqui!

Beijinho

De Lazy Cat a 29.10.2007 às 10:43

Se não precisas de me ler, das duas uma:
Ou eu sou previsível(e espero bem que não)ou encontraste precisamente o que procuravas...uma luz ténue mas constante a iluminar o teu caminho....

Palavras nem sempre dizem tudo....

De mnike30 a 01.11.2007 às 21:38

Olá Gata,
Tu não és previsível, eu não procurava nada.
Mas, sim, encontrei algo que precisava aqui!

Deixa que te diga que já li, li agora e... TU NÃO APRENDES NADA MAL SOZINHA!
Ninguém aprende a conhecer-se na realidade se não sozinho!
Fica bem, sempre!

De V.A.D. a 27.10.2007 às 21:02

Soltam-se amarras,
derivam embarcações,
sopram tempestuosos ventos,
feitos de sentimentos,
destruindo corações,
ferindo como garras...
Bom final de sábado!

Um beijo... :-)

De Lazy Cat a 29.10.2007 às 10:45

ferindo como garras....agora já não!
porque no meio das tempestades ainda se vê o farol....e quando ela passa inevitavelmente volta um dia de sol, mais limpido, cristalino e brilhante que antes....

Beijo de gata

De redjan a 28.10.2007 às 23:54

leitura de.... puro prazer !

De Lazy Cat a 29.10.2007 às 10:47

Volta sempre, puro prazer não é coisa que se encontre facilmente.... ;-)

Obrigada!
Pela visita e por estas palavras...

Beijo de gata

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog