Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



hummmmmm....

por Lazy Cat, em 20.12.07

Photobucket

 

 

Sabe a ti

Tem o teu cheiro

Sabe a morangos

E a vermelho

 

Sabe a saudades

De saber rir

A noites sem dormir

Sabe a desejo

 

Sabe a canela

A provar e repetir

Sabe a tormentos

E a consentir…

 

 

 

publicado às 00:01


12 comentários

De The Wolf a 20.12.2007 às 02:26

...tudos feitos de nadas
nas noites de viver
sem dormir
a rir e sentir...

momentos que ficam
para sempre recordar
em momentos de estar
para sempre viver...

De Daniela a 20.12.2007 às 14:27

"Sabe bem ter-te por perto... sabe bem, tudo é tão certo..."

Sabe bem passar por cá...! =)

De Lazy Cat a 21.12.2007 às 09:25

...momentos que ficam para sempre viver??

Hummmmm

De The Wolf a 22.12.2007 às 03:12

claro, se como diz o outro, recordar é viver, porque não?

e pronto, já saiu mais uma uivadela da história lá no meu canto.

Beijos perdidos em tempo atrasado, mas sempre com slurps!

De Brain a 20.12.2007 às 18:50

Huuuummmmm.............

Que perfeita Delícia este teu post...

Beijo.

De Carlos Lopes a 20.12.2007 às 19:25

Tantos aromas e sabores...
Posso dar uma trinca?

De mnike30 a 20.12.2007 às 20:54

Sabe a canela?
Epá...então cheira a mim!
lol
Beijo

De V.A.D. a 21.12.2007 às 01:04

Cheira a fruta madura
Sabe a mel silvestre
Há um aroma campestre
Nesse mundo de doçura

Há um sonho no ar
Feito de gestos imaginados
Entre corpos suados
Sabor de sal, sol e mar

Um beijo... :-)

De ______ a 21.12.2007 às 01:09

Vim (re) ouvir a música... sabe a :

Noites a rir
olhos que prometem
gestos perdidos
hummmns que estremecem

Cores inventadas
tempo à deriva
pedaços de nada
que celebram vida

Vozes que se encontram
lábios sedentos
abraços que se alongam
em mundos de dentro

Hummmmmm.... "Play it again Sam..."


:)

De Cati a 21.12.2007 às 02:34

Só passei para dizer que o conto tem mais um desenvolvimento... o meu!
Um beijo grande...
...cheio de cores e cheiros doces... hmmm!

De KI a 21.12.2007 às 13:48

Porque me apetece http://catacumbas.blogs.sapo.pt/

De D. João I a 23.10.2008 às 10:39

Sabes a mim
Tens o meu cheiro
Sabes aos teus morangos
És o vermelho

Sabes às saudades
De saber rir
Por ti as noites sem dormir
És o sabor do desejo

Sabes a canela
Provo-te e quero repetir
Sabes a tormentos
Sabes consentir

Mas

Mais que tudo

Sabes que sabes
E que bem sabes
Sabes a terra molhada numa chuva de Verão
Sabes a fruta que se rouba de um quintal

Sabes que em cada olhar teu
Eu espero
Espero tudo, desde que saiba que tenho o olhar

Serás sempre
Aquela que sabe
O idiota que eu sei que sou
E a fraude que represento

Por tudo isto te amo
E como detesto quando sei porque
Porque saber amar
Não tem que ser saber, e que bem me sabes

Sabes que o teu olhar
Só quero saber deixar de olhar
Quando deixar de saber
O que é respirar

Até esse dia
Nem preciso
De saber
SABES?

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog