Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Estranha forma de vida

por Lazy Cat, em 12.11.08

 

 

(I)

Ontem não te vi. Sentei-me como de costume junto ao vidro da esquina. Pedi o mesmo chá de sempre, a mesma fatia de bolo. Estava tudo igual. A única diferença é que por vezes escorre água pelos vidros, que tornam indistintos o teu sorriso e o teu olhar. De resto, todas as minhas tardes são iguais. Como o mesmo bolo de maçã e canela com que nos deliciávamos, bebo o mesmo chá que sempre bebi. Sento-me na mesma cadeira de sempre, porque deixo a outra vazia para ti. Não sei se alguma vez me viste. Sentada no canto, de frente para o vidro. Procurando-te com o olhar de cada vez que a porta gira. O edifico sombrio em que trabalhas tem isto de bom, o café em frente,  com vista para a tua vida.

(II)

Mas ontem não te vi. E tu nunca deixaste de aparecer. Nunca deixaste de sair à mesma hora, nunca deixaste de fazer o mesmo percurso. Apenas deixaste de entrar sorridente pela porta do café e de te sentar ao meu lado para me contar o teu dia. Nunca deixaste de sair a horas. O que pode ter-te acontecido para que descures o teu ritual sagrado de trabalho de segunda a sexta? Onde podes estar que não vens passar à minha frente, para me encher os olhos de brilho? Não tiras férias em Outubro. Não faz parte do ritual. Férias são sagradas. No verão. No final do ano. As férias são para passar com quem se gosta. Onde estás tu, tu de quem eu gosto, ainda que não gostes de mim, tu que espero e por não te ver desespero assim. Onde estás?

(III)

Ontem não te vi. Voltei para casa sem saber como não perdi o rumo. O teu ritual quebrado desfez o meu. Acabou-se a semana sem me despedir de ti. O que te fez desaparecer assim? Passei pela tua casa hoje. A luz da sala estava acesa, depois apagou-se. Achei que era um bom sinal. Depois vi as sombras na parede do teu quarto. Duas sombras. Depois vi-vos pela transparência desfocada das cortinas que escolhi para a janela do quarto. E ouvi-lhe o riso quando a veio fechar. E deixei que as mãos dela fechassem todas as portas e todas as janelas e quebrassem todas as pontes entre tudo o que não existe e eu. E uma parte de mim, hoje, morreu.

 

 

Tags:

publicado às 10:55


12 comentários

De KI a 13.11.2008 às 11:45

Adoro esse lanche. Posso ocupar a cadeira? Chá... sabes qual prefiro ou já não?

Beijos voadores.

De Carlos Lopes a 14.11.2008 às 19:18

MUITO bom. Grande texto.

De KI a 17.11.2008 às 14:12

Gostava de fazer um blog exclusivamente dedicado a este Natal, conto com a sua presença num post que poderá enviar para trapezista@sapo.pt. Poderá tb convidar alguem q deseje.
Serão publicados a partir de 1 de Dezembro até dia 25 do mesmo mês.
Obrigada e Boas Festas.

KI


[Estou bem, mandei-te um mail :)]

De Lazy Cat a 17.11.2008 às 17:48

Tu não gostas de Natal. Gostas de chá vermelho!
Um blog sobre o NATAL?
Caíste e bateste com a cabeça? é por isso que dizes "estou bem"?? Foste raptada por Aliens? Um blog sobre ESTE Natal? que tem este que os outros n tinham? Uma coisa terá a menos para todos. Chama-se poder de compra. E no Natal deviamos todos ficar pobres como Jo!
Enfim. Um blog sobre ESTE Natal.... hummmm

De KI a 19.11.2008 às 14:04

Isso é um não Lazy the Crazy?! CaÍ, bati com a cabeça e tudo mais. Levantei-me. Aliens? Não, but... Um blog sobre ESTE Natal, tás a ver como me entendeste?

Hummmm.... I'm waiting.

De Lazy Cat a 19.11.2008 às 19:21

Waiting? what for?

Why should I write about christmas? or what should I write about around christmas???

Sabes bem que detesto a hipocrisia de que se reveste o Natal. mas se conseguir pegar por aqui talvez tenhas algo que publicar.
Só não garanto que seja hipocritamente natalicio.
E afinal esse blog só tem musicas dessas, é?
Não há textos?
Vais passar a consoada a publicar os textos??? :)

Running Kiss

De Clarice a 19.11.2008 às 17:04

Eu não estou lá muito famosa :( para ler linhas assim cheias de verdades... de tempestades e de rastos de sonho. Mas são palavras assim que conferem o que às vezes nos vai na alma, e raras vezes não.
Belas linhas de vida!

De KI a 20.11.2008 às 11:18

Escreve sobre o Natal, sobre um NAtal da tua infância, sobre um NAtal que presenciaste, sonhaste, viveste. Critica, esclarece, divaga mas escreve! :)

E o blog começa a 1 de Dezembro o mês do Natal.


Ai q saudades de tu!

De Clarice a 20.11.2008 às 14:27

´"Nós sabemos de que falam as letras que lemos" ... :)

De KI a 28.11.2008 às 10:38

http://www.youtube.com/watch?v=yyoHyircAm0

De July a 10.12.2008 às 17:24

Muito bom seu texto! Parabens!
=)

De Lazy Cat a 10.12.2008 às 19:45

Obrigada

:)

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog