Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Mensagem

por Lazy Cat, em 16.06.11

 

 

Bom dia, boa tarde, boa noite.

 

Os escritos são intemporais e o mundo, o mundo dos que visitam este telhado, reparte-se pelo mundo que a geografia descreve.

Assim, a cada visitante, desejo as boas vindas.

Desejo que neste telhado encontrem algum raio de luz, calor, reencontrem lágrimas.  

 

Não sei se voltarei a escrever aqui.

O tempo passou, o mundo mudou.

Eu não mudei. Cresci? Também não sei.

O tempo, aquele que nos faz falta para viver e demasiadas vezes se confunde com o tempo que um olhar para os ponteiros do relógio nos devolve, traz consigo alegrias e aprendizagens e, não poucas vezes, deixamos, porque já foi feita a troca necessária, coisas e pessoas pelo caminho.

 

Importa isto, acima de tudo.

Tenho pelo Lazy Cat um enorme carinho.

Por todos os que me leram, comentaram, por todos quantos por aqui passaram em silêncio.  

A todos, sem excepção deixo um sentido OBRIGADA.

 

Por isso, bom dia, boa tarde ou boa noite e, até sempre.

RC aka Lazy Cat

publicado às 12:21


2 comentários

De FdA aka YKW a 17.06.2011 às 13:49

Boa tarde borboleta,

Há muito tempo atrás descobri-te a esvoaçar no mundo mágico das palavras, recordo-me de muita coisa escrita por ti, sentida por ti... às vezes volto ao telhado e releio e reencontro labirintos de descobertas, sorrisos, doçura e ternura... algumas perguntas sem resposta...
Não mudaste? Atrevo-me a dizer que mudaste... não mudamos se as pessoas e as circunstâncias à nossa volta mudam? Se a vida nos testa?

Tenho de agradecer a partilha: aqui e na vida porque ter-te por perto é muito acima da média, é muito mais do que se poderia ousar querer.

Admiro-te a coragem, a tenacidade, a resiliência e até a teimosia.

Se eu tivesse uma varinha de condão daquelas das fadas das histórias sabes o que eu gostaria de fazer... porque tu mereces mais e esse mais engloba o querer com o equílibrio necessário a ser.

Gosto de ti, gosto muito de ti. De ti como és. De ti como te dás. De ti como pensas e sentes. De ti minha amiga querida.

E sim... o faraó ainda se desmumifica para "farejar" através das areias dos tempos e da hermeticidade dos espaços... porque tu és.

Xi :)

http://www.youtube.com/watch?v=kNpfWTZWg7E

De Albert Decker a 21.12.2011 às 05:16

I'm leaving you up on my bloglist, just in case...

(scratch, scratch...)

'-)

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog