Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



-das adeus-

por Lazy Cat, em 27.06.12

 

Lembro-me de ter lido, mas já não sei onde, algo sobre a saudade.

Alguém escreveu que, ao invés de matar saudades, a saudade deve

ser alimentada, sentida, ampliada. Porque afinal ter saudades é ter

alguém de quem se gosta e que está, momentaneamente, distante.

 

Alimentar a saudade. Como se ela não fosse já enorme e tomasse conta

de tudo!Alimentar algo que já preenche todo o espaço que o Amor não

consegue e que se infiltra devagar, inimigo insidioso, entre partículas

desprevenidas e abre caminho lenta e certeiramente até um coração que

já não quer bater mais…

 

A cada bater entra saudade. E a saudade aumenta.

E não se deixa a saudade a bater à porta…

 

Por isso guardo e trago comigo todos os dias as piores palavras que de ti

algum dia li. Para que cada bater de saudade se transforme em distância e

cada espaço entre partículas se preencha de amor e saudade…de ter saudades.

 

De ter para onde voltar. Com quem rir. Com quem sonhar.

De pés que fazem o mesmo caminho, não porque estão juntos,

mas porque é este o trilho…Saudade de ter saudade de ficar

só mais um bocadinho....

 

Saudades de confiar. Saudades de acreditar. Saudades. De querer amar. 

 

Sim, afinal é bom ter saudades.

Há coisas, pessoas e momentos de que vale a pena ter

 

 

 

 

 

A escolha da música...estava complicada! Make you own choice!

 

Keane - somewhere only we know

 

The Corrs - Dreams

 

Texas - Say what you want

 

 

or maybe.... Je te Promets - nesta versão ou na versão original e incontornável

 

 ou então eu queria mesmo dizer era.... Reprendre c'est voler

 

 

et voilá!

publicado às 17:17



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog