Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



às vezes...

por Lazy Cat, em 19.11.12

não basta limpar. Limpar uma vida, só por si, já é tarefa no mínimo complicada e raramente se faz

inteiramente de forma voluntária. Mas ainda que se faça, com a melhor das vontades, por vezes,

limpar não chega. E então, é preciso expurgar. 

 

Expurgar: (Lat. expurgare)

                 v.t. Limpar, corrigir, sanear.

                 Fig. Livrar do que é prejudicial, nocivo: expurgar dos maus elementos.

                 Purgar completamente. 



Às vezes tem que ser. Por mais doloroso que se adivinhe, ou seja. É uma acção positiva. 

É como aquelas limpezas de roupeiro: a determinada altura não cabe tudo e então, para 

que caiba o novo, faz-se espaço deixando do que já existe - APENAS- aquilo que nos fica mesmo bem. 

 

Have a nice monday! 

 


publicado às 10:59


1 comentário

De Moi a 19.11.2012 às 16:52

Imagina se custa a quem criou todo o enredo e que jogou como quis, o que custará a quem o crime final e capital, foi amar mais do que se deve amar alguém?
Amar mais do que se ama a nos próprios.
Fazes ideia do que é amar assim?
Mas a linha que separa o amor é o ódio é mesmo muito ténue, e se esse amor for um amor acima de todos os valores da terra, poderá ser que o ódio seja na mesma medida.
Quem sabe??? :)
Expurgar é um bom verbo. Dá ideia assim de um acto mecânico. :)

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog