Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Das palavras

por Lazy Cat, em 20.11.12

Das que nunca direi a ninguém, nunca disse, às que nunca chegarei a conhecer,  vão rios de palavras que descartei, esqueci, apaguei, ignorei ou usei demasiadas vezes.  

De todas aquelas que se prendem na garganta, se deixam de escrever, se calam e afogam em lágrimas ou se gritam para toda a gente saber.  Das pequenas, das felizes, das simples,  das de referência, inesquecíveis, das escondidas em corações de origami que um dia te mandei num envelope dos correios, sem remetente.  Das que se deixam nas paredes,  nos bancos dos comboios, das que se dizem inconscientes, e das que se amotinam por detrás de uma boca fechada!  Das que me fazem acordar a sorrir,  das que têm cheiro e até sabor. Das que leio e me encurtam a estrada, das que escrevo, que recordo,  das que vou ainda descobrir,  daquelas que tenho já saudades! De todas, em todos os idiomas que conheço que jamais serão suficientes para dizer sem sombra de dúvidas e sem vírgulas quão bem te posso querer!  

 


I am and will always be CRAZY FOR YOU my little baby!!!!!!! 


publicado às 11:21


1 comentário

De Anjo a 27.11.2012 às 01:32

Descansa em paz. A guerra acabou. Ficou a tristeza do amor de uma vida. Terás sempre um anjo a velar por ti, noite e dia. Falará sempre contigo, mesmo que não o ouças. Há coisas mais fortes do que nos. o Amor foi criado para ser cuidado, não para ser desbaratado. Em cada momento em que o teu anjo andar na terra, terá sempre um pensamento bom para ti. sempre o teve, sempre o terá. Um pensamento de Amor e de esperança. Descansa em paz, pois há palavras que não têm que ser ditas para serem ouvidas. Chegou a altura de te amar para sempre, se não como homem, então que seja como anjo.
Nunca te esqueci, nunca te esquecerei.

O teu Anjo.

Comentar post



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog