Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Não há!

por Lazy Cat, em 24.06.13

 

Já corri mundo, dei-lhe várias voltas,
Já chorei lágrimas, de rédeas soltas
Já procurei em todos os recantos.
Falta sempre sempre tanto!

E não há espaço para o quase, depois do tudo.

Procurar?
Eu sei onde está. Posso entreter-me a fingir que procuro.
Posso fingir que não vejo para lá do muro.
Posso aceitar que jamais cairá e jamais o escalarei
Mas sei exactamente onde está e que em tudo o resto,
falta o meu imperfeito tudo!

Procurar o que não há onde não está.
Pode ser um exercício brilhante,
Pode ser uma viagem fascinante,
mas apenas por um segundo.
(Julho 17, 2011. in Ex-Corde-Diário de uma paixão que o amor não deixa morrer) 

Tags:

publicado às 19:51



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog